Luz Advogados Associados

Devido à greve dos caminhoneiros, nove aeroportos estão em situação crítica

Após mais de uma semana de estoque contingenciado por conta da manifestação dos caminhoneiros, o cenário ainda é de insegurança nos aeroportos. Nove terminais amanhecem hoje sem combustível: São José dos Campos (SP), Uberlândia (MG), Ilhéus (BA), Campina Grande (PB), Juazeiro do Norte (CE), Maceió, Aracaju, Joinville (SC) e João Pessoa. O Aeroporto Internacional de Brasília teve as reservas de querosene esgotadas e a reposição ocorreu apenas no início da noite, quando 10 caminhões com 550 mil litros de querosene de aviação (QAV) chegaram ao local para abastecer a frota. A carga elevou os níveis dos reservatórios para 18%. Durante o fim de semana, 62 voos foram cancelados com 22 atrasos registrados.

A greve dos caminheiros tem sido comentada mundo afora. Confira o que dizem os seguintes jornais internacionais:

Financial Times

O periódico inglês pública, na edição desta segunda-feira, que a greve dos caminhoneiros completou sete dias ontem. A reportagem afirma que, mesmo com os movimentos do presidente Michel Temer, a crise não foi resolvida.

CNN

Durante mais de dois minutos, a rede de televisão norte-americana destacou o risco do desabastecimento de alimentos e de materiais hospitalares no país. Um dos exemplos foi a falta de pão em lanchonetes no Brasil.

The Washington Post

O jornal da capital dos Estados Unidos abordou os bloqueios das estradas e da presença das Forças Armadas nos estados. Detalhou o grande número de filas nos postos de gasolina e o cancelamento dos voos domésticos.

El País

Artigo publicado no periódico espanhol destaca as crises vividas no país durante os últimos anos. Com cenário ampliado, tratou não apenas sobre a greve ocorrida na última semana, mas também do combate à corrupção.

Le Point

A revista francesa lembrou a fragilidade do governo, que anunciou com otimismo na última quinta-feira que os caminhoneiros haviam se comprometido a suspender a greve, o que não se concretizou.

Der Spiegel

A versão on-line do periódico alemão afirmou que as prateleiras dos mercados no Brasil estavam vazias e que a indústria automobilística teve que parar por causa da greve.

Fonte: Correio Braziliense

Av. Barão Homem de Melo, 4500, sala 1212 e 1213 - Cep: 30.494-270
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil - Fone: (31)3643-3793
secretaria@luzadvogadosassociados.com.br
Pub Web